Consumo de drogas sintéticas aumenta, diz ONU

Consumo de drogas sintéticas aumenta, diz ONU

Principais consumidores são jovens no sudeste asiático; consumo de substâncias sintéticas ultrapassa cocaína e heroína combinadas.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.

O Escritório das Nações Unidas Contra Drogas e Crime, Unodc, lançou esta terça-feira um relatório sobre o aumento no consumo de drogas sintéticas nos países em desenvolvimento.

Segundo o documento, o consumo de substâncias sintéticas como “ecstasy”, anfetaminas e metanfetaminas aumentou no Médio Oriente e em países asiáticos, em particular no sudeste asiático.

Segundo o relatório, o valor do mercado global alcança US$ 65 mil milhões.

Médio Oriente

O relatório afirma que o Médio Oriente é uma região em risco. De acordo com os dados contidos no relatório, as apreensões subiram de 1% dos totais globais para 25% das apreensões totais entre 2005 e 2006.

O documento destaca também que o alastramento na utilização destas substâncias se deve à inadequada implementação de regulamentos existentes e falta de recursos para responder a este desafio.

Um dos principais problemas, segundo o documento, são as redes de crime organizado que controlam todas as etapas do processo de produção.