Timor adere à campanha contra violência feminina

Timor adere à campanha contra violência feminina

Iniciativa do Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para Mulheres, Unifem, pretende conseguir 30 mil assinaturas até Dezembro.

Cátia Marinheiro, Rádio ONU em Nova York.*

O governo de Timor-Leste aderiu à campanha contra a violência feminina, lançada pelas Nações Unidas.

O lançamento, em Díli, capital do país, foi feito numa cerimónia dirigida pelo presidente do Parlamento timorense, Fernando La Sama de Araújo. Participaram do evento ainda o primeiro-ministro Xanana Gusmão e representantes das Nações Unidas em Timor.

Compromisso

A campanha “Diga Não à Violência contra Mulheres” foi lançada, inicialmente, em Nova York pela actriz de Hollywood, Nicole Kidman, que também é embaixadora do Fundo das Nações Unidas de Desenvolvimento para Mulheres, Unifem.

O escritório do Unifem na Ásia afirmou que é preciso consciencializar homens e jovens para a necessidade de trabalharem em conjunto com as mulheres e acabarem com a violência feminina.

O Unifem espera conseguir 30 mil assinaturas em Timor, até o final de Outubro.

A representante do Unifem em Timor-Leste Elaine Tan disse que a iniciativa é muito importante por demonstrar um compromisso dos timorenses com a paz, a segurança e a igualdade no país.