Sobe número de deslocados internos na Geórgia (Português para o Brasil)

Sobe número de deslocados internos na Geórgia (Português para o Brasil)

Acnur diz que 192 mil pessoas foram forçadas a deixar suas casas; 32 mil a mais que o número anunciado em agosto.

Cátia Marinheiro, Rádio ONU em Nova York.*

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, afirmou que o conflito na Geórgia levou 192 mil pessoas a fugir da violência. O número representa 32 mil deslocados a mais que no fim de agosto.

O porta-voz do Acnur, Ron Redmond, disse que estima que 5 mil pessoas voltem à casa no início da temporada de inverno, que começa em dezembro na região.

Apuração

Mas a grande maioria deve permanecer em abrigos temporários. Os conflitos entre tropas da Geórgia e a região separatista da Ossétia do Sul começaram em sete de agosto.

A agência da ONU afirma que cerca de 30 mil pessoas fugiram para a Ossétia do Norte, na Rússia. Mas a maioria dos deslocados já voltou para a Geórgia.

Na quinta-feira, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que deve enviar uma missão de apuração dos fato à Geórgia.

Audiências

Ele disse ainda que a missão terá objetivos humanitários e de defesa dos direitos humanos e será liderada pelo Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária, Ocha.

Na quarta-feira, o Tribunal Internacional de Justiça, com sede em Haia, na Holanda, encerrou as audiências sobre acusações da Geórgia de que a Rússia estaria praticando discriminação racial contra georgianos.

O governo russo nega as acusações. O tribunal da ONU deve se pronunciar em algumas semanas sobre o caso.

Apresentação*: Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.