Ban quer mais ação política para Metas do Milênio (Português para o Brasil)

Ban quer mais ação política para Metas do Milênio (Português para o Brasil)

Em entrevista à Rádio ONU, Secretário-Geral (foto) afirma que países ricos devem liderar campanha de cumprimento dos objetivos até 2015.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu à comunidade internacional mais vontade política para se alcançar as Metas do Milênio.

Ban fez a declaração durante uma entrevista exclusiva concedida à repórter Laura Kwiatkowski, da Rádio ONU em Nova York.

Recursos

À véspera de presidir uma Cimeira sobre as Metas do Milênio, em 25 de setembro, Ban Ki-moon afirmou que a crise financeira mundial, e principalmente nos Estados Unidos, preocupa.

E por isso, ele deve pedir aos líderes internacionais mais vontade política para se alcançar os oito objetivos. De acordo com o Secretário-Geral da ONU, os países ricos devem liderar a iniciativa.

Ban Ki-moon afirmou que os países desenvolvidos têm os recursos, a tecnologia e o conhecimento para ajudar as nações em desenvolvimento.

Acordo

O Secretário-Geral da ONU mencionou ainda sua prioridade no posto: a mudança climática. E disse que espera que a Conferência sobre o tema em Copenhague, em 2009, leve a um acordo para substituir a primeira fase de compromissos do Protocolo de Kyoto.

Ban Ki-moon, afirmou que o mundo tem que estar preparado para aceitar um tratado universal, eficiente e equilibrado. Segundo ele, todos sentem hoje os impactos do efeito estufa. E a ciência já deixou claro que as mudanças climáticas estão ocorrendo.

Ban disse também que o papel da Missão Observadora das Nações Unidas na Geórgia, Unomig, deve receber maiores proporções.

Ele afirmou que está discutindo o tema com todas as partes envolvidas e os países-membros do Conselho de Segurança. Mas segundo ele, os detalhes e a modalidade exata do papel da missão ainda não foram decididos.