ONU repudia violência contra indígenas na Bolívia
BR

18 setembro 2008

James Anaya condenou relatos de ameaças feitas aos índios e a integrantes da comunidade rural no país.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

O relator da ONU para os Direitos Humanos dos Povos Indígenas, James Anaya, condenou a recente onda de violência na Bolívia principalmente os ataques contra comunidades indígenas.

Anaya afirmou que está profundamente preocupado com os relatos de que os ataques estão ocorrendo como parte do que ele chamou de uma política sistemática adotada por autoridades de quatro regiões do país.

Emboscada

Segundo o relator, os ataques seriam uma forma de combater iniciativas do governo para garantir os direitos dos povos indígenas nas áreas de Beni, Pando, Tarija e Santa Cruz.

Anaya condenou os ataques e ameaças feitas não só aos índios bolivianos, mas também a defensores e ativistas dos direitos dos povos indígenas.

Os confrontos na Bolívia causaram dezenas de mortes, centenas de feridos e desaparecidos.

O relator da ONU condenou os assassinatos de 11 de setembro na localidade de Porvenir, no departamento de Pando. As vítimas foram mortas numa emboscada de grupos paramilitares.

Anaya pediu o fim da violência e a investigação das violações de direitos humanos no país. E que os responsáveis sejam levados à justiça.

Apresentação*: Eduardo Costa, Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud