OMS monitoriza contaminação de bebés na China

19 setembro 2008

Organização Mundial da Saúde está a trabalhar com autoridades chinesas para analisar caso de leite em pó contaminado; mais de 6,2 mil casos de insufiência renal foram registrados no país.

Samantha Barthelemy, da Rádio ONU em Nova York.*

A Organização Mundial da Saúde, OMS, anunciou, nesta quinta-feira, que está a trabalhar com o Ministério da Saúde da China para monitorizar a situação de leite em pó contaminado no país.

Segundo a agência, três bebés morreram com insuficiência renal. Outros mais de 6,2 mil casos já foram registrados.

Contaminação

Segundo a OMS, o Ministério da Saúde da China confirmou que os casos são relacionados ao leite em pó contaminado com melamina. E inspecções realizadas por uma agência chinesa revelaram que pelo menos 22 fábricas de lacticínios teriam melamina em alguns dos seus produtos.

Duas destas empresas exportam o leite em pó para Bangladesh, Mianmar Iêmen, Burundi e Gabão.

De acordo com a OMS, as empresas chinesas estão a retirar das prateleiras todos os produtos contaminados no país e pedem aos consumidores que devolvam o leite em pó às lojas.

Apresentação*: Patrícia Fonseca, Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud