ONU quer enviar forças de 6 mil para o Chade e RC Africana

ONU quer enviar forças de 6 mil para o Chade e RC Africana

Conselho de Segurança deve debater proposta de substituição das tropas da União Europeia, UE, por um contingente das Nações Unidas.

Patrícia Fonseca, Rádio ONU em Nova York.

O Conselho de Segurança nas Nações Unidas reúne-se, esta quarta-feira, para discutir um proposta de envio de uma força com seis mil homens para o Chade e para a República Centro-Africana.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, propôs que os capacetes azuis substituíssem a força militar europeia no país, Eufor.

Seis mil militares

Até Março de 2009, a União Europeia garante a sua presença no território com um contingente de 3,3 mil militares.

Depois dessa data, a ONU sugere que a força seja substituída por 6 mil militares da organização.

Protecção

No texto da proposta, Ban Ki-moon defende esta alternativa como sendo a melhor para se suportar a protecção e regresso de refugiados e deslocados internos às suas províncias.

Ele mostrou-se preocupado com a situação de extrema insegurança que afecta, nomeadamente, as organizações humanitárias que são impedidas muita vezes de prestarem o devido auxílio às populações.

De acordo com a ONU, cerca de 300 mil refugiados e 200 mil deslocados internos necessitam desta ajuda internacional.