ONU lança campanha global para eliminar malária (Português para África)

ONU lança campanha global para eliminar malária (Português para África)

Iniciativa foi lançada por líderes internacionais num encontro paralelo aos debates da Assembleia Geral, nesta quinta-feira, em Nova York.

Mônica Vilella Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

Líderes internacionais, empresários e representantes da sociedade civil lançaram, na sede da ONU, uma campanha global para reduzir a zero o número de mortes por malária até 2015.

Actualmente, 1 milhão de pessoas perdem a vida todos os anos por causa da doença. O grupo prometeu cerca de US$ 3 bilhões para financiar a campanha.

Novas Estratégias

O Plano de Acção Global contra a Malária pretende eliminar as mortes e casos de contaminação, aumentando o acesso a tratamento e também redes mosquiteiras com insecticida. A iniciativa também busca novas estratégias e ferramentas no combate à doença.

Numa entrevista exclusiva à Rádio ONU, o presidente de São Tomé e Príncipe, Fradique de Menezes, contou como o seu país conseguiu eliminar 95% das mortes de crianças por malária. A acção foi realizada com a ajuda de pesquisadores de Taiwan.

“É uma luta muito prolongada. Não se pode baixar os braços quando ela é desanimadora. A luta vai desde a limpeza do quintal das casas, a higiene pessoal, o tratamento dos lixos, das águas contaminadas e dormir com redes mosquiteiras impregnadas com inseticidas. Então começamos a tratar primeiro as águas estagnadas, os rios, pulverizar as comunidades e foi assim que conseguimos chegar aonde estamos chegando ”, disse.

Plano

Para eliminar a malária, a nível global, o programa deve precisar de mais de US$ 5 bilhões até 2009.

Além do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, participaram do encontro o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, o fundador da Microsoft, Bill Gates, e vocalista dos U2, Bono Vox.

Apresentação*: Cátia Marinheiro, Rádio ONU em Nova York.