Passar para o conteúdo principal

Angola destaca crise de alimentos na ONU

Angola destaca crise de alimentos na ONU

Ministro das Relações Exteriores, João Bernardo de Miranda (foto), discursou nesta sexta-feira em nome do presidente José Eduardo dos Santos.

Cátia Marinheiro, Rádio ONU em Nova York.

O ministro das Relações Exteriores de Angola, João Bernardo de Miranda, discursou, nesta sexta-feira, na Assembleia Geral das Nações Unidas.

Miranda representou o presidente angolano, José Eduardo dos Santos.

Crises

O ministro das Relações Exteriores discursou sobre a crise alimentar e energética e a forma como estão a afectar Angola.

Numa entrevista exclusiva à Rádio ONU, João Bernardo de Miranda, falou também das consequências das alterações climáticas e de como a crise financeira pode atingir o continente africano.

“Essa população é votada a deslocações forçadas, a começar do zero na sua vida, além de outros tipos de calamidades que assistimos nos últimos tempos. Temos ainda essa crise financeira que pode comprometer o sucesso de muitos dos países do Sul, nomeadamente os de África, cujos índices de crescimento dos últimos tempos atingiram 7%. Se não houver medidas que possam lutar contra os efeitos nefastos destas crises, claro que quem mais vão sofrer são as populações dos países vulneráveis ”, disse.

Angola foi o último país de língua portuguesa a participar nos debates anuais da 63ª Assembleia Geral da ONU, que terminaram nesta segunda-feira.