ONU condena atentado que matou 17 na Síria (Português para o Brasil)

ONU condena atentado que matou 17 na Síria (Português para o Brasil)

Carro-bomba explodiu perto de prédios ocupados por forças de segurança a caminho de uma mesquita xiita nos arredores de Damasco, capital do país.

O Conselho de Segurança e o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon (foto), condenaram o atentado a bomba nos arredores de Damasco, capital da Síria, que matou pelo menos 17 pessoas.

Ban pediu que os responsáveis pelo ataque sejam levados à justiça. A explosão, no fim de semana, ocorreu a caminho de uma das mesquitas xiitas mais importantes do país, al-Sayyda Zeinab.

Terrorismo

Segundo a polícia síria, o alvo do atentado foram prédios que abrigavam forças de segurança.

Numa nota, Ban Ki-moon e o presidente rotativo do Conselho de Segurança, embaixador Michel Kafando, expressaram seus pêsames às famílias das vítimas, ao governo e ao povo sírios.

Kafando lembrou aos países-membros que ao combater o terrorismo, eles precisam assegurar que todas as medidas, tomadas para lidar com o problema, estejam de acordo com as leis humanitáras, dos direitos humanos e de proteção a refugiados.

A mesquita xiita de al-Sayyda Zeinab é considerada um dos locais mais sagrados do islamismo e uma das mais visitadas por peregrinos muçulmanos do Líbano, do Iraque e do Irã.

De acordo com autoridades sírias, o atentado a bomba foi o mais grave desde 1986 contra a capital do país.