PMA leva alimentos a deslocados na Geórgia
BR

11 agosto 2008

Operação está sendo feita com ajuda da Cruz Vermelha e já atendeu 3,5 mil pessoas.

Marta Barroso, Rádio ONU em Nova York.*

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, informou que está distribuindo ajuda aos deslocados internos na Geórgia.

O país está vivendo um conflito desde a semana passada com o início de combates entre tropas do governo e forças da província separatista da Ossétia do Sul.

Colaboradores

De acordo com o governo georgiano, o conflito já matou milhares de pessoas e forçou outros milhares a abandonar suas casas.

Segundo a diretora do PMA na Geórgia, Lola Castro, só na capital Tbilisi, cerca de 2,7 mil pessoas tiveram que fugir da violência.

Mas para a agência de refugiados da ONU, Acnur, o número pode subir para até 20 mil pessoas.

Nesta entrevista à Rádio ONU, de Tbilisi, Lola Castro, afirmou que os bombardeios têm agravado a situação das vítimas.

Segundo a diretora do PMA na Geórgia, Lola Castro, o que mais preocupa a agência, no momento, é a situação humanitária no país. Ela afirmou que o acesso tem sido muito limitado devido aos bombardeios, em diferentes localidades, o que está impedindo os colaboradores do PAM de se movimentar livremente.

A agência da ONU informou ter atendido, nos últimos três dias, as necessidades de 3,5 mil pessoas. Eles estão enviando reforços para a operação, mas os alimentos não estão conseguindo passar por questões de segurança.

O PMA informou que continuará realizando suas operações e que pretende atender 16 mil pessoas.

Apresentação*: Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud