Missão da ONU condena ataque que matou 4 no Afeganistão

Missão da ONU condena ataque que matou 4 no Afeganistão

Vítimas trabalhavam para agências humanitárias e foram atacadas na estrada após deixar Cabul, segundo representante da ONU, Kai Eide (foto).

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.*

O representante especial do Secretário-Geral da ONU no Afeganistão, Kai Eide, condenou um ataque que causou a morte de três funcionárias internacionais de ajuda humanitária e de uma pessoa afegã, na manhã desta quarta-feira no país.

Segundo a Missão de Assistência da ONU no Afeganistão, Unama, o veículo que transportava as vítimas sofreu uma emboscada, na estrada, após deixar a capital, Cabul.

Talebã

Ainda não se sabe quem está por detrás dos disparos.

Kai Eide condenou, de forma veemente, o que ele chamou de um ataque cobarde. E pediu às autoridades afegãs que não poupem esforços para capturar os responsáveis.

O carro atacado pertencia ao Comité Internacional de Resgate, com sede nos Estados Unidos.

A Unama informou que, em 2008, o Afeganistão tem sido alvo dos piores actos de violência desde a queda do regime Talebã há quase sete anos.

No mês passado, um comboio do Programa Alimentar Mundial, PAM, que transportava mais de 320 toneladas de comida, foi atacado em Farah, no oeste do país. Os autores do ataque atearam fogo a dois veículos e oito foram roubados.

Apresentação*: João Duarte, Rádio ONU em Nova York.