ONU anuncia reconfiguração da missão no Kosovo

ONU anuncia reconfiguração da missão no Kosovo

Missão das Nações Unidas no Kosovo será reduzida até 30% da dimensão actual.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.

O vice representante especial do Secretário-Geral para o Kosovo, Nicholas Haysom, anunciou esta sexta-feira detalhes sobre a reconfiguração da Missão das Nações Unidas no Kosovo, Unmik.

Segundo o funcionário da ONU, o número de funcionários será reduzido para cerca de 30% da sua dimensão actual.

Administração

Entre os componentes que serão eliminados conta-se a administração civil interina que passa a ficar fora do âmbito da ONU.

O Kosovo, de maioria albanesa, tem 10% da população de origem sérvia.

O comandante das forças da Unmik, general Raúl Cunha, falou à Rádio ONU, em Nova Iorque, e explicou a situação.

“A realidade no terreno é que por exemplo na maior parte dos municípios, em todos os municípios de maioria albanesa, que são quase todos, não é necessária a presença da nossa administração civil. A transferência de funções da polícia para a União Europeia e da parte de justiça para a União Europeia fazem com que a nossa polícia das Nações Unidas possa ser praticamente extinta ou reduzida ao mínimo necessário e em termos do departamento de justiça a mesma coisa”, disse.

Reforço

Apesar da redução em algumas áreas de actuação, outras há que sairam reforçadas.

Entre estas conta-se um novo escritório para assuntos jurídicos e um outro encarregado de lidar com questões económicas.

A missão da ONU está no Kosovo desde 1999.

A reconfiguração ocorre após a declaração unilateral de independência do Kosovo que não foi reconhecida pela República da Sérvia.