ONU lembra cinco anos do ataque à sede em Bagdad

ONU lembra cinco anos do ataque à sede em Bagdad

Funcionários e familiares farão um minuto de silêncio em memória das 22 vítimas, entre elas, o chefe da missão, Sérgio Vieira de Mello.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.*

As Nações Unidas marcam esta terça-feira os cinco anos do atentado à sede da ONU em Bagdad, no Iraque, que matou 22 funcionários da organização.

No ataque, a 19 de Agosto de 2003, morreu também o chefe da missão, o brasileiro Sérgio Vieira de Melllo.

Minuto de Silêncio

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, presidirá a cerimónia, em Nova Iorque, que contará com um minuto de silêncio em homenagem às vítimas.

Segundo as Nações Unidas, mais de 150 pessoas ficaram feridas após a explosão do carro-bomba contra o Hotel Canal, na capital do Iraque.

O aniversário do atentado também será lembrado na sede da ONU, em Genebra, na Suíça. No entanto, a cerimónia oficial só ocorrerá a 1 de Setembro.

A viúva de Vieira de Mello, Annie Vieira de Mello, disse que participará no evento em Genebra.

Fundação

Após a morte do marido, ela abriu a Fundação Sérgio Vieira de Mello, como contou à Rádio ONU, de Genebra.

“O primeiro objectivo é guardar a memória do Sérgio. Muitas pessoas escrevem para nós para elogiá-lo e dizer que ele desempenhava o seu trabalho muito bem. Nós temos ainda o objectivo de conceder um prémio, através da fundação, às pessoas que fazem hoje o que o Sérgio fez em toda a sua vida: trabalhar para o diálogo entre as comunidades em conflito”, disse.

O ataque de 19 de Agosto foi o maior alguma vez registado contra as Nações Unidas no terreno.

A cerimónia em Nova Iorque contará com a participação do grupo Daedalus, que apresentará uma canção composta especialmente em memória das vítimas.

Apresentação*: Marta Barroso, Rádio ONU em Nova York.