Nações Unidas discutem agravamento da situação na Somália

Nações Unidas discutem agravamento da situação na Somália

Relatório do Secretário-Geral ao Conselho de Segurança diz que situação piorou desde Março.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.

O Conselho de Segurança discute esta terça-feira o último relatório do Secretário-Geral, Ban Ki-moon, sobre a Somália.

No relatório Ban afirma que a situação humanitária no país se agravou substancialmente desde o último relatório publicado em Março deste ano.

Segundo os dados contidos no documento, factores naturais como a seca e a insuficiência da precipitação também contribuiram para o agravamento da situação.

Necessidades Humanitárias

A ONU estima que as necessidades humanitárias aumentaram 40% desde Janeiro de 2008 atingindo 2,6 milhões de somalis, o equivalente a 35% da população.

O relatório do Secretário-Geral nota ainda que a situação de segurança também se agravou. No mais recente incidente ocorrido na sexta-feira, um funcionário do Programa Alimentar Mundial, Abdulkadir Diad Mohamed foi morto ao tentar escapar de uma tentativa de sequestro. O incidente ocorreu na localidade de Dinsor situada a oeste da capital, Mogadíscio.

Acordo de Djibouti

O documento menciona a importância do Acordo de Djibouti para se alcançar a paz. O acordo foi assinado em Junho passado.

O Conselho de Segurança vai ainda pronunciar-se sobre o prolongamento do mandato da missão da União Africana na Somália, Amisom.

De acordo com o documento, a missão continua com um número muito inferior ao máximo autorizado de 8 mil soldados de manutenção da paz.

Neste momento, a missão conta com 2,650 homens no terreno.