Conselho de Segurança debate Timor-Leste
BR

19 agosto 2008

Países-membros analisam relatório do Secretário-Geral sobre situação política e a segurança no país; ministro do Exterior discursará na reunião.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

Os 15 países-membros do Conselho de Segurança se reúnem nesta terça-feira para debater a situação no Timor-Leste.

O conselho está analisando um relatório do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, sobre política, segurança e desenvolvimento nos últimos seis meses.

Estabilidade

Ban elogiou a resposta das autoridades após os ataques de 11 de fevereiro contra o presidente e o primeiro-ministro timorenses. Ele lembrou que apesar da situação ter sido tensa, a estabilidade do país foi mantida.

Na reunião no Conselho de Segurança, o Timor-Leste está sendo representado pelo ministro das Relações Exteriores, Zacarias Albano da Costa. Nesta extrevista exclusiva à Rádio ONU, ele afirma que seu país precisa do apoio da missão por mais alguns anos.

“Um dos grandes investimentos ou mandatos desta missão das Nações Unidas é trabalhar juntamente com autoridades timorenses para reformar a polícia e outras partes do setor de segurança. É um trabalho que não pode ser feito apenas um ano. É algo para dois, três anos e sobretudo depois das lições que aprendemos com missões anteriores, a retirada rápida pode levar à precipitação de acontecimentos”, disse.

Saídas Profissionais

O ministro explicou que um outro desafio para o Timor-Leste é o desemprego entre os jovens.

“Nós temos uma população bastante jovem, mas uma camada que ainda não está capacitada para responder aos grandes desafios de Timor. Temos que investir nos nossos recursos humanos e encontrar saídas profissionais para aqueles que vão se formar”, explicou.

O mandato atual da Missão da ONU no Timor-Leste, Unmit, expira em fevereiro.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud