Ban condena ataques que mataram 63 no Paquistão BR

Ban condena ataques que mataram 63 no Paquistão

Segundo autoridades do país, os atentados foram os mais violentos contra alvos militares.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.*

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou os atentados terroristas desta quinta-feira no Paquistão.

Pelo menos 63 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas nos dois ataques suicidas contra uma fábrica de material militar, em Wah, a 30 km da capital Islamabad.

Mercado

Na declaração, lida pela porta-voz Marie Okabe, o Secretário-Geral da ONU reafirmou a rejeição das Nações Unidas a atos terroristas.

O primeiro ataque ocorreu do lado de fora da fábrica final de um turno de trabalho. Minutos depois, veio o segundo atentado contra um mercado perto da entrada do prédio.

Segundo agências de notícias, elementos do grupo islâmico Talebã, com presença no Paquistão, teriam assumido a autoria do atentado.

Autoridades paquistanesas dizem que os ataques são os mais violentos contra alvos militares no país.

Apresentação*: Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.