Perspectiva Global Reportagens Humanas

Jordânia diz não à violência contra mulher BR

Jordânia diz não à violência contra mulher

Embaixadora da Boa Vontade no país, princesa Basma Bint Talal (foto), espera que iniciativa ajude a romper o silêncio sobre o tema.

Samantha Barthelemy, Rádio ONU em Nova York.*

A princesa Basma Bint Talal, da Jordânia, lançou a campanha “Diga Não à Violência Contra Mulheres”, no país.

A princesa que é embaixadora da Boa Vontade para o Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher, Unifem, presidiu a cerimônia em Amã, capital da Jordânia.

Alarme

O lançamento da campanha foi organizado pelo Escritório Regional do Unifem em parceria com a Comissão Nacional para Mulheres da Jordânia.

Segundo o Unifem, os participantes utilizaram sinos para soar o alarme contra o que a agência chamou de epidemia de violência a mulheres.

A princesa Basma afirmou que o alarme ocorre em nome das mulheres que vivem em silêncio em meio à violência.

Segundo o Unifem, a princesa jordaniana afirmou que espera que, através deste trabalho conjunto, o silêncio possa ser rompido.

Assinaturas

A secretária-geral da Comissão Nacional para Mulheres, Asma Khader, disse que cadernos da campanha serão distribuidos em todas as partes da Jordânia para coleta de assinaturas.

Khader declarou que garantir um ambiente seguro para as mulheres é uma responsabilidade do governo e também da sociedade civil.

Apresentação*: Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.