Pnuma quer fim de subsídios a combustíveis

Pnuma quer fim de subsídios a combustíveis

Relatório sugere que medida benefíciará economia global e ajudará a reduzir efeito estufa; Brasil, China e Índia estão entre os que mais se beneficiam dos Mecanismos de Desenvolvimento Limpo.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.*

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, afirmou que o fim dos subsídios à compra de combustíveis fósseis poderá ajudar na redução das emissões de gases poluentes.

Segundo um relatório da agência, a medida pode ainda beneficiar a economia global.

Razões Políticas

De acordo com o diretor-executivo do Pnuma, Achim Steiner, os subsídios a combustíveis fósseis devem-se ao que ele chamou de razões políticas.

Dados da ONU indicam que todos os anos, cerca US$ 300 bilhões, o equivalente a 0,7% do Produto Interno Bruto mundial, são gasto em subsídios de energia.

O relatório afirma que o cancelamento dos subsídios pode reduzir as emissões de gases nocivos até 6% por ano.

Numa nota separada, o Pnuma informou que a África está se beneficiando de iniciativas associadas ao Mecanismo de Desenvolvimento Limpo, CDM.

De acordo com o Pnuma, China, Brasil e Índia são os países que mais têm se beneficiado deste mecanismo.

Apresentação*: Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.