Unicef condena recrutamento de menores na Colômbia BR

Unicef condena recrutamento de menores na Colômbia

Agência da ONU diz que incluir crianças em conflitos armados é crime indefensável; segundo agência, país tem pelo menos 7 mil crianças-soldado.

Samantha Barthelemy, Rádio ONU em Nova York.*

O Fundo das Nações Unidas para Infância, Unicef, voltou a condenar o recrutamento de crianças para conflitos armados. Numa reportagem em seu site na internet, o Unicef mencionou a situação de milhares de crianças envolvidas em conflitos armados na Colômbia.

Segundo um relatório do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, em 2003, havia 7 mil crianças colombianas nessa situação. Outras 7 mil estariam envolvidas com milícias urbanas.

Crime de Guerra

De acordo com o Unicef, não há indicações de que a situação no país tenha melhorado nos últimos cinco anos.

A agência da ONU lembrou que o recrutamento de crianças e adolescentes é um crime de guerra, condenado e proibido pela Convenção de Genebra, pela Convenção sobre os Direitos da Criança e, também, pelo Código Penal Colombiano.

O Unicef afirmou que o uso de crianças em conflitos armados não tem justificativa moral e jurídica.

A agência da ONU disse que tem um compromisso com ajudar ex-crianças-soldado a ter uma vida normal. Mas segundo o Unicef, o mais importante é evitar que elas sejam recrutadas por grupos armados.

Apresentação*: Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.