Acnur cadastra 1,2 mil deslocados em Gori, Geórgia

29 agosto 2008

Agência de refugiados da ONU diz que cidade, ao norte da capital Tbilisi, está abrigando cada vez mais vítimas do conflito no país.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, informou que cadastrou, cerca de 1,2 mil pessoas em Gori, ao norte de Tbilisi, capital da Geórgia.

Segundo o Acnur, todos foram registrados como deslocados internos pelo conflito na Ossétia do Sul. Os combates entre tropas georgianas e forças separatistas da Ossétia do Sul começaram no último dia sete.

Campo de Futebol

Gori está sendo utilizada como zona-tampão para os que estão tentando fugir da violência em outras cidades.

A agência da ONU construiu cerca de 100 tendas familiares num campo de futebol, localizado nos arredores de Gori.

Os deslocados relatam casos de intimidação, espancamentos e saques praticados por milícias em alguns vilarejos da região.

Na terça-feira, uma equipe do Acnur tentou chegar ao local, mas foi desaconselhada a continuar o percurso, num posto de controle, por causa da insegurança da área.

Estudantes

O Fundo de População das Nações Unidas, Unfpa, informou que está distribuindo kits de higiene para as famílias desabrigadas em Gori. A agência está recebendo ajuda da Associação Georgiana de Estudantes de Medicina.

Segundo as Nações Unidas, o conflito na Geórgia já causou pelo menos 160 mil deslocados.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud