ONU marca Dia Internacional dos Desaparecidos (Português para o Brasil)

29 agosto 2008

Grupo de trabalho sobre o tema diz que aumentou número de casos entre alguns países incluindo Chade, Paquistão e Tailândia.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

O Grupo de Trabalho sobre Desaparecimentos Forçados e Involuntários das Nações Unidas está marcando o 25º aniversário do Dia Internacional sobre o tema, marcado neste sábado.

O grupo reafirmou sua solidariedade com todas as vítimas e elogiou os esforços dos defensores dos direitos humanos, de ONGs e outras organizações.

Relatos

Segundo a ONU, as vítimas são ativistas, líderes religiosos e integrantes de vários grupos indígenas e étnicos.

O grupo de trabalho afirmou que o número de casos de desaparecimentos forçados tem aumentado ao redor do mundo, principalmente, no Chade, nas Filipinas, no Paquistão, no Sudão, no Sri Lanka e na Tailândia.

A equipe da ONU também recebeu relatos de casos na Argélia e no Nepal.

De acordo com o Grupo de Trabalho a cooperação dos governos é indispensável para a descoberta do paradeiro das pessoas desaparecidas.

Para marcar o Dia Internacional dos Desaparecidos, as Nações Unidas pediram a todos os governos para ratificar a Convenção Internacional sobre Proteção de Todas as Pessoas de Desaparecimentos Forçados.

O grupo conta com cinco especialistas de todas as regiões do mundo.

Apresentação*: Eduardo Costa, Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud