ONU debate exportação de marfim da África

ONU debate exportação de marfim da África

Discussão faz parte da reunião da Comissão da Convenção sobre Mercado Internacional de Espécies em Risco da Fauna e Flora, em Genebra.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

Começou, esta segunda-feira, o 57º encontro da Comissão da Convenção sobre Mercado Internacional de Espécies em Risco da Fauna e da Flora, Cites.

Cerca de 300 pessoas participam do encontro da Cites, em Genebra, na Suíça.

Autorização

Na agenda da reunião, está a quantidade de marfim bruto armazenado em quatro países da África austral. Em 1989, a ONU proibiu o comércio de marfim.

Apenas quatro países têm autorização para exportar o produto: Botswana, Namíbia, África do Sul e Zimbabué.

Um outro tema é a extracção de mogno da Amazónia e a protecção contra o uso e comercialização da madeira.

Caça

Além disso, serão debatidos outros temas como a criação de tigres na Ásia e a caça ilegal de rinocerontes para uso na medicina tradicional.

O secretário-geral da Cites, Willem Wijnstekers, disse que o tema da conservação ambiental e do uso sustentável da biodiversidade foi discutido no encontro de cúpula do G-8, o Grupo dos Sete Países mais Industrializados do Mundo acrescido da Rússia, realizado na semana passada no Japão.