Ban elogia decisão de indenizar vítimas no Timor (Português para o Brasil)

Ban elogia decisão de indenizar vítimas no Timor (Português para o Brasil)

Secretário-Geral (foto) emitiu nota após submissão de relatório final sobre mortes durante referendo por independência da Indonésia em 1999.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que recebeu a notícia da conclusão de um relatório sobre a violência cometida no Timor-Leste em 1999 durante a votação do referendo que levou à independência do país.

O documento encerra os trabalhos da Comissão de Verdade e Amizade entre o Timor-Leste e a Indonésia.

Segurança

O grupo foi criado para apurar casos de assassinato, tortura e estupros.

Segundo agências de notícias pelo menos 1 mil pessoas teriam morrido durante a onda de violência.

De acordo com o relatório, a maior parte da responsabilidade pelas mortes seria de forças de segurança da Indonésia.

Numa cerimônia em Bali, nesta terça-feira, o presidente do país teria expressado remorso pelos erros cometidos em 1999.

Assistência

Em sua nota, Ban Ki-moon, elogiou a decisão dos presidentes José Ramos-Horta do Timor-Leste e Susilo Bambang Yudhoyono, da Indonésia, em tomar medidas concretas para assegurar a inteira prestação de contas para acabar com a impunidade.

Ban também disse que decisão de indenizar as vítimas da violência está de acordo com os padrões internacionais dos direitos humanos.

As Nações Unidas se colocaram à disposição para prestar assistência técnica na implementação das medidas.