Subsídios agrícolas em debate na OMC (Português para África)

21 julho 2008

Encontro reúne grupo de ministros, em Genebra, numa tentativa de avançar com Ronda de Doha.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.*

A Organização Mundial do Comércio, OMC, realiza esta segunda-feira uma reunião, em Genebra, sobre o impasse causado com a política agrícola da Ronda de Doha.

De acordo com o texto, que circula há mais de uma semana para consultas, os ministros deverão discutir o acesso ao mercado mundial assim como propostas para aumentar a competitividade nas exportações.

Divergências

A Ronda de Doha, que prevê a liberalização do comércio internacional, envolve divergências entre países desenvolvidos e em desenvolvimento sobre o sector agrícola como explicou, à Rádio ONU, o director da Cepal no Brasil, Renato Baumann.

“Esse impasse acontece tanto de um lado da mesa, do lado dos países industrializados, em que há sinais de maior boa vontade de alguns países e menor boa vontade de outros sobre os subsídios agrícolas, como do lado dos países emergentes, em que alguns participantes não aceitam fazer concessões adicionais no acesso aos seus mercados internos. Este é um dos grandes imbróglios, talvez o maior deles. Isto é o que se vai tentar resolver agora”, afirma.

Lista

O moderador das discussões, em Genebra, o embaixador Crawford Falconer, disse que existe uma lista com os produtos considerados mais polémicos na negociação.

Entre os tópicos analisados estão novas regras e modalidades relacionadas com a redução do potencial de distorção de mercado a nível global pelas medidas das economias nacionais.

O encontro dos ministros deverá resultar numa série de recomendações para a produção do documento final que será submetido à aprovação dos países participantes até meados desta semana.

Apresentação*: João Duarte, Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud