Ocha apoia congoleses expulsos de Angola (Português para África)

24 julho 2008

Expulsões têm lugar sem consultas entre os governos angolano e congolês.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.*

O Escritório das Nações Unidas para Assistência Humanitária, Ocha, afirma que desde Maio deste ano cerca de 65 mil congoleses foram expulsos de Angola.

De acordo com o Ocha na República Democrática do Congo, a maioria dos congoleses expulsos são considerados como emigrantes ilegais que haviam entrado em território angolano em busca de emprego na indústria mineira.

Expulsos

Segundo o porta-voz do Ocha, Stephane Illemassene, os emigrantes expulsos foram despojados dos seus pertences e encontram-se numa situação vulnerável, necessitando de água, alimentos, medicamentos e transporte.

Illemassene afirma que o Ocha está a providenciar assistência no repatriamento dos emigrantes ilegais às suas províncias de origem.

O Ocha afirma que as expulsões estão a ter lugar sem consultas prévias entre os governos de Angola e da República Democrática do Congo.

Os emigrantes, segundo o Ocha, estariam a ser enviados para as províncias de Katanga, Kasai Oriental, Kasai Ocidental, Bandundu e Baixo Congo.

Dados fornecidos pelo Ocha indicam que em 2003 e 2007 o governo de Angola levou a cabo operações de expulsão semelhantes.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud