Conselho de Segurança discute situação no Kosovo

25 julho 2008

Representante da ONU afirma que missão perdeu capacidade de impor soluções no território.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.*

O Conselho de Segurança da ONU reuniu-se esta sexta-feira na sede da ONU em Nova Iorque para debater a situação no Kosovo, na antiga Jugoslávia.

O representante especial do Secretário-Geral para o Kosovo, Lamberto Zannier, recentemente nomeado, afirmou perante o Conselho de Segurança que a capacidade da missão da ONU no Kosovo, Unmik, foi colocada em causa devido às acções tomadas pelas autoridades em Pristina e os sérvios do Kosovo.

A independência não foi reconhecida pela República Sérvia.

Declaração Unilateral

A província sérvia do Kosovo declararou unilateralmente a sua independência em Fevereiro deste ano. O Kosovo é uma província sérvia de maioria albanesa e é administrado pelas Nações Unidas desde 1999.

Zannier informou que a missão continua a acompanhar as acções das autoridades do Kosovo exercendo funções de mediação em situações de conflito entre as várias comunidades. No entanto, sublinhou o representante do Secretário-Geral, o poder para impor soluções em todo o território havia desaparecido na prática.

Zannier afirma que já submeteu um plano inicial de reconfiguração com medidas destinadas a reduzir a capacidade da missão em áreas onde já não pode operar, por exemplo na administração civil.

Segundo Zannier, a Unmik continua a ter um papel importante a desempenhar na região, em particular na promoção do diálogo entre as várias comunidades.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud