FAO apoia distribuição de sementes na Ásia Central

FAO apoia distribuição de sementes na Ásia Central

Nova agência vai contribuir para aliviar efeitos da crise alimentar.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, anunciou que em breve os agricultores na Ásia Central terão à sua disposição melhores sementes adequadas às suas condições locais.

O programa será implementado por uma nova associação agrícola regional cujo objectivo é distribuir sementes adequadas ao maior número possível de agricultores.

Transferência

O novo organismo vai reunir produtores de sementes públicos e privados, promovendo também a transferência de tecnologias para países menos desenvolvidos e servindo igualmente de fórum para o debate de questões relacionadas com recursos naturais.

Segundo a FAO, a organização vai cobrir as 10 nações que compõem a Organização de Cooperação Económica da Ásia Central, um mercado estimado em 350 milhões de pessoas.

Afeganistão, Azerbeijão, Irão e Turquia são alguns dos países que fazem parte desta organização.

A agência da ONU afirma que apenas metade das terras aráveis são cultivadas na região. A nova organização, diz a FAO, vai contribuir para o desenvolvimento agrícola o que contribuirá para diminuir a pressão actual sobre os preços.