Unesco condena violência contra jornalistas em favela do Rio (Português para o Brasil)

Unesco condena violência contra jornalistas em favela do Rio (Português para o Brasil)

Representante da agência da ONU no Brasil, Vincent Defourny, disse que agressões são atentado grave aos direitos humanos e ato de intimidação.

Laura Kwiatkowski & Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

O representante da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, no Brasil, Vincent Defourny, condenou atos de violência contra uma equipe de jornalistas na favela Batan, no Rio de Janeiro.

De acordo com o Jornal “O Dia”, a equipe permaneceu na favela, sem se identificar por 15 dias, para produzir uma reportagem sobre o local.

Grave Atentado

Segundo o jornal, os profissionais foram detidos e torturados por grupos paramilitares após serem descobertos.

O representante da Unesco no Brasil disse que o episódio é um grave atentado aos direitos humanos, um ato de intimidação à liberdade de imprensa e ao exercício da profissão.

Defourny enviou uma carta ao governador do estado do Rio de Janeiro, Sergio Cabral e ao jornal “O Dia” afirmando que o trabalho da mídia é fundamental para o desenvolvimento e o acesso à informação.