Combate à violência feminina deve ser prioridade, diz Arbour

Combate à violência feminina deve ser prioridade, diz Arbour

Alta comissária de Direitos Humanos da ONU diz que discriminação é causada também por desigualdade.

Iara Luchiari, Rádio ONU em Nova York.

A alta comissária de Direitos Humanos das Nações Unidas, Louise Arbour, pediu a líderes mundiais que priorizem o combate à violência contra a mulher.

Ela discursou durante uma reunião do Conselho de Direitos Humanos em Genebra, na Suíça.

Trabalho Decente

A alta-comissária também afirmou que as leis e a cultura de muitos países tratam as mulheres como cidadãs de segunda categoria. Segundo Arbour, milhares de jovens mulheres em todo o mundo enfrentam situações desumanas e precisam de ajuda.

Louise Arbour deve permanecer no cargo até 30 de junho.

Nesta quinta-feira, a Organização Internacional do Trabalho, OIT, lançou uma campanha de um ano para colocar a igualdade de género no centro da chamada Agenda do Trabalho Decente.

Apresentação*: João Duarte, da Rádio ONU em Nova York.