Preço de remédios tem que baixar, diz Clinton BR

Preço de remédios tem que baixar, diz Clinton

Em entrevista à Rádio ONU, ex-presidente americano (foto) afirma que pacientes com HIV e tuberculose precisam de medidas imediatas.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

O ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, afirmou que o preço dos medicamentos para tratamento de tuberculose precisa cair para que pacientes de HIV tenham acesso aos remédios.

Clinton falou à Rádio ONU em Nova York após discursar no 1º Fórum de Líderes Mundiais sobre Tuberculose-HIV/Aids.

Antiretrovirais

Para o ex-presidente é preciso cortar os preços dos remédios para o tratamento de tuberculose como foi feito com os antiretrovirais.

Segundo Bill Clinton, presidente da Fundação Clinton, é preciso ainda melhorar os sistemas de saúde e de distribuição de remédios.

O ex-presidente americano lembrou que é preciso construir de forma apropriada a infra-estrutura para distribuição de remédios. Ele lembrou que para negociar preços mais baixos é preciso ainda ter grandes volumes na demanda.

O evento reuniu o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, o ex-presidente de Portugal, Jorge Sampaio, e o presidente da Assembléia Geral Srgjan Kerim.

O fórum na ONU reúne também representantes da sociedade civil e de agências da ONU.

Na terça-feira, será a vez da Assembléia Geral da ONU debater o tema numa reunião de alto nível.