ONU e Timor firmam acordo para reforçar segurança

ONU e Timor firmam acordo para reforçar segurança

Mudanças incluirão apoio técnico e consultas ao governo da ex-colônia portuguesa, no sudeste da Ásia.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, assinou um acordo com o governo de Timor-Leste formalizando apoio para a reforma do sector de segurança do país.

O apoio será prestado pela Missão Integrada da ONU em Timor-Leste, Unmit, e consistirá em aconselhamento técnico e assistência ao governo.

Reforço

O objectivo é o reforço da capacidade de protecção, tanto interna como externa.

O representante especial do Secretário-Geral para Timor Leste, Atul Khare, afirma que este acordo é fundamental para reforçar as instituições e estabelecer o país como uma democracia que respeita a lei e a promoção dos direitos humanos.

Atentados

O documento foi assinado por Khare e o primeiro-ministro do país, Xanana Gusmão.

Em fevereiro, Gusmão e o presidente prémio Nobel da paz timorense, José Ramos Horta, foram alvo de atentados no mesmo dia. Ramos Horta regressou ao cargo após dois meses de recuperação na Austrália.

Apresentação*: João Duarte, Rádio ONU em Nova York.