Brasil tem 870 mil usuários de cocaína, diz ONU (Português para o Brasil)

26 junho 2008

É a primeira vez que relatório indica número de consumidores no país; em todo o mundo 200 milhões de pessoas usam drogas.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

Um relatório do Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime, Unodc, revela que o Brasil tem 870 mil usuários de cocaína.

De acordo com a agência da ONU, é a primeira vez que o estudo sugere o número de consumidores da droga.

População Global

O relatório foi divulgado para marcar o Dia Internacional contra Uso e Tráfico de Drogas.

Em todo o mundo, mais de 200 milhões de pessoas usam drogas ilícitas pelo menos uma vez por ano, o que equivale a 4,8% da população global entre 15 e 64 anos.

O Brasil abriga o segundo maior mercado de cocaína do continente após a Colômbia.

De acordo com dados oficiais, o consumo de cocaína é maior nos estados da regiões sul e sudeste.

Portões

O representante do Unodc no Brasil e Cone Sul, Giovanni Quaglia, disse à Rádio ONU, de Brasília, que a surpresa do relatório foi o aumento do consumo da droga na Argentina, que lidera em número de usuários na América do Sul.

“Depois dos Estados Unidos, Europa, Brasil e o Cone Sul é a terceira área no mundo onde o consumo de cocaína é maior. A grande novidade é a rota africana do tráfico de cocaína que vem dos países da América Latina para a Europa. Atualmente 20% da cocaína usada na Europa tem como caminho, a rota africana”, disse.

Espanha e Portugal são os maiores portões de entrada da droga no continente europeu.

Na América do Sul, a maior concentração de produção de maconha é o Paraguai, seguido por Colômbia e Brasil. No Brasil a prevalência no uso da maconha mais que dobrou entre 2001 e 2005 chegando a 2,6%.

O relatório da ONU diz que o mundo tem 26 milhões de dependentes químicos. Numa mensagem para marcar o Dia Internacional contra Uso e Tráfico de Drogas, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que os governos têm uma responsabilidade comum de combater o problema.

Ele afirmou que o consumo de drogas destrói vidas, aumenta a criminalidade e ameaça o desenvolvimento sustentável.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud