Migiro fala sobre situação no Zimbábue
BR

30 junho 2008

Vice-secretária-geral, Asha Rose-Migiro (foto), diz na União Africana que líderes da região precisam promover solução negociada.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

A Organização das Nações Unidas afirmou durante uma reunião da União Africana, no Egito, que a situação no Zimbábue é um desafio para a estabilidade política no sul da África.

A afirmação é da vice-secretária-geral da ONU, Asha Rose-Migiro. Num discurso na cimeira, ela disse que chegou a hora da verdade, e pediu aos líderes dos 53 países da União Africana que se mobilizem para encontrar uma solução negociada para o Zimbábue.

Segundo Turno

No domingo, o presidente do país, Robert Mugabe, tomou posse em seu sexto mandato após o segundo turno das eleições presidenciais, realizado na sexta-feira.

Mugabe concorreu sozinho por causa da desistência do candidato da oposição, Morgan Tsvangirai, devido a atos de violência contra seus simpatizantes.

Segundo agências de notícias, Mugabe recebeu 85% dos votos, mas o comparecimento às urnas foi baixo.

Especialistas

Durante uma visita ao Japão, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que a votação no Zimbábue não tem legitimidade.

Segundo ele, o resultado do pleito não reflete a verdadeira e genuína vontade dos eleitores.

O secretário-geral assistente, Haile Menkerios, e uma pequena equipe de especialistas da ONU estão na Cimeira da União Africana para travar conversações com líderes da região.

De acordo com as Nações Unidas somente uma solução negociada pelos dois lados poderá acabar com casos de violência e intimidação no país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud