Terramoto na China: 30 milhões de afectados

Terramoto na China: 30 milhões de afectados

Recuperação do sismo do mês passado pode levar de 3 a 5 anos.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, anunciou que o terramoto ocorrido o mês passado na província chinesa de Sichuan causou uns estimados seis mil milhões de dólares de prejuízos no sector agrícola.

As informações foram fornecidas por uma equipa de avaliação da ONU que visitou a província de Sichuan. Segundo os peritos, mais de 30 milhões de pessoas na comunidades rurais teriam sido gravemente atingidas.

Recuperação

Segundo Rajendra Aryal, coordenador regional de emergência da FAO, a recuperação pode levar entre dois a cinco anos.

A FAO diz que a colheita de cereais foi gravemente afectada pela falta de mão-de-obra nas comunidades rurais após o terramoto.

Falta de fertilizantes e pesticidas também colocam em risco a produção alimentar futura.

Cereais e Arroz

Para além dos cereais, também a produção de arroz foi gravemente afectada. Segundo a FAO, cerca de 20 mil hectares de campos de arroz sofreram danos significativos. Em algumas vilas, até 70% dos campos foram alvo de estragos.

Os esforços de reconstrução têm-se concentrado na reabilitação de reservatórios de água e barragens assim como outras infra-estruturas.

A FAO está a coordenar os esforços de reabilitação agrícola na província de Sichuan.