Crianças-soldado desmobilizadas no Burundi

Crianças-soldado desmobilizadas no Burundi

Unicef conclui processo após oito meses de negociações; governo promete ajuda na reintegração das crianças.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, elogiou a libertação de 232 crianças-soldado em 25 de abril após oito meses de negociações entre o governo, sociedade civil, agências da ONU entre outros.

Segundo o Unicef, as negociações foram conduzidas com a facção dissidente Palipehutu-FNL.

Os adolescentes e jovens adultos entre, 15 e 20 anos, encontram-se agora num centro de desmobilização na capital, Bujumbura.

Reunificação

Após a identificação do grupo, tem lugar o processo de reunificação com as famílias através de um programa de desmobilização e reintegração.

O governo do Burundi comprometeu-se a fornecer formação vocacional e assistência com vista à reintegração escolar das crianças.

O Unicef vai também acompanhar o processo de desmobilização e re-integração dos menores.

Entre 2004 e 2006, foram desmobilizadas 3 mil crianças-soldado no Burundi. A maior parte destas crianças foram reintegradas nas suas famílias comunidades e continuam a ser acompanhadas pela agência da ONU.