Duplica número de refugiados no Iémen, diz ONU

Duplica número de refugiados no Iémen, diz ONU

Agência da ONU afirma que pobreza e instabilidade política levam somalis e etíopes a arriscar a vida no Golfo de Aden.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, Acnur, afirma que o número de pessoas que estão a chegar ilegalmente ao Iémen duplicou desde o ano passado.

Segundo dados do Acnur, até 20 de abril mais de 15 mil pessoas teriam chegado a Aden no Iémen em 324 embarcações.

O Acnur afirma que os barcos transportariam na sua maioria etíopes e somalis.

Desaparecidos

Dados da agência indicam que mais de 1 mil pessoas morreram ou desapareceram durante a travessia, praticamente o dobro do número registado em 2006.

De acordo com o Acnur, por detrás desta movimentação estariam vários factores como por exemplo a pobreza, fome e instabilidade política na região do Corno de África.

Em 2007, o Acnur estima que dois terços das pessoas que chegaram com vida ao Iémen teriam procurado auxílio da agência da ONU.