PAM inicia distribuição de alimentos em Mianmar

PAM inicia distribuição de alimentos em Mianmar

Equipas de avaliação confirmam enormes danos nas áreas costeiras e número elevado de vítimas.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.

O Programa Alimentar Mundial, PAM, já iniciou a distribuição de alimentos nas áreas mais afectadas de Yangon, a ex-capital de Mianmar, a antiga Birmânia.

Informações provenientes de equipas no terreno dão conta de enormes danos causados pelo ciclone a casas e comunidades nas áreas agrícolas costeiras.

Segundo a TV estatal, mais de 22 mil pessoas morreram.

Segundo o director regional do PAM, Chris Kaye, a distribuição de alimentos aumentará à medida que forem conhecidas as necessidades do auxílio de emergência.

De acordo com Kaye, os armazéns do PAM na capital têm mais de 800 toneladas de alimentos disponíveis para distribuição.

Carlos Monteiro do Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária, Ocha, falou à Rádio ONU, de Nova York, e disse que está tudo a postos para começar uma operação de larga escala.

“Há um helicóptero disponível para agências para fazerem, digamos, uma avaliação por ar no instrumento. Mas, claro que contamos que essa disponibilidade aumente essa cooperação por parte das autoridades de Myanmar e nos permitem ter mais pessoas ligadas a assistência humanitária para chegarem ao país, para reforçarem a capacidade do sistema e também para reforçarem a capacidade do próprio governo”, disse.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, enviou uma carta ao general Than Shwe, líder da junta militar que governa Mianmar, oferecendo condolências pela tragédia.