Passar para o conteúdo principal

Crise anunciada?

Crise anunciada?

Diretora do Departamento de Assuntos Sócio-Econômicos, Kathleen Abdalla, diz que agricultura não acompanhou crescimento populacional.

Iara Luchiari, Rádio ONU em Nova York*.

A diretora do Departamento de Assuntos Sócio-Econômicos da ONU, Desa, Kathleen Abdalla, afirmou que a crise de alimentos poderia ter sido evitada.

Ela fez a declaração durante a reunião da Comissão para o Desenvolvimento Sustentável da ONU, que ocorre este semana, em Nova York.

Biocombustíveis

Segundo Abdalla, a falta de mais investimentos na agricultura impediu o setor de acompanhar o rápido crescimento da demanda mundial por alimentos.

O chefe do Desa para Água e Recursos Naturais, Aslam Chaudhry, afirmou que os recursos hídricos e os terrenos são usados indevidamente para produção de biocombustíveis.

A conselheira de Mudança Climática do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, Maria Netto, disse à Rádio ONU, antes do evento, que discorda da afirmação.

“A crise de alimentos internacional está mais vinculada ao preço do petróleo do que ao etanol. O preço do petróleo faz com que o preço do transporte dos alimentos se torne muito mais caro. Por exemplo, nós vimos caminhoneiros nos Estados Unidos se queixando na frente da Casa Branca, em Washington, porque o custo do transporte se transformou muito mais alto por causa do petróleo ”, disse.

A Comissão para o Desenvolvimento Sustentável deve terminar na próxima semana. Um dos destaques do evento é o desenvolvimento da África.

Apresentação*: Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.