ONU diz que entrada de ajuda em Mianmar é lenta BR

ONU diz que entrada de ajuda em Mianmar é lenta

Chefe do Escritório de Assistência Humanitária, John Holmes, disse que houve pouco progresso nos últimos dias.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

O subsecretário-geral de Assistência Humanitária, Ocha, John Holmes, disse que está decepcionado com a velocidade dos progressos na entrada de auxílio em Mianmar, a antiga Birmânia.

O país foi atingido pelo ciclone Nargis no fim de semana. O número de mortos ultrapassa 22 mil, e segundo a ONU cerca de 1 milhão podem ter ficado desabrigados.

John Holmes falou a jornalistas nesta quinta-feira em Nova York.

Segundo o chefe do Ocha, houve poucos progressos entre quarta e quinta-feiras.

A ONU informou que um avião transportando ajuda humanitária aterrissou no país na quinta-feira.

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, iniciou a distribuição de comida já na terça-feira.

O Secretário-Geral da ONU pediu ao governo de Mianmar, liderado por uma junta militar, que facilite a entrada de trabalhadores de ajuda humanitária para auxiliar nos esforços do governo para responder à tragédia.