Acnur pede maior proteção para refugiados no Iémen

20 maio 2008

Mais de 400 morreram na travessia do Golfo de Aden, desde o começo do ano.

Cadija Tissiani, da Rádio ONU em Nova York*.

O Alto Comissário da ONU para Refugiados, António Guterres, apelou à comunidade internacional para intensificar o apoio ao Iémen e a outros países da região a fim de atender aos refugiados que diariamente cruzam o Golfo de Aden.

Segundo o Acnur, desde o começo do ano, mais de 18 mil pessoas atravessaram o Golfo. O dobro, se comparado ao mesmo período de 2007.

Os refugiados, na sua maioria, somalis e etíopes, viajam em condições precárias. Mais de 400 já morreram durante a perigosa travessia.

Conferência

Num discurso, durante a Conferência de Sana'a sobre migrações no Golfo de Aden, Guterres disse que é preciso uma acção global para enfrentar os desafios impostos pelas migrações.

O encontro, organizado pelo Acnur, reuniu os governantes do Djibouti, Etiópia, Somália e Iémen, para além de organizações internacionais e representantes da sociedade civil.

Segundo António Guterres, estabelecer um mecanismo regional de protecção aos refugiados e, a longo prazo, elaborar uma resposta conjunta e mais adequada para as questões das migrações esteve no topo da agenda de discussões.

Apresentação*: João Duarte, Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud