Palestinos sofrem de malnutrição, diz Unrwa

Palestinos sofrem de malnutrição, diz Unrwa

Relatório sobre saúde de agência da ONU sugere que casos de doenças crônicas também aumentam na Cisjordânia e em Gaza.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

Um relatório da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados Palestinos, Unrwa, divulgado em Genebra, na Suíça, revela que os moradores da Cisjordânia e da Faixa de Gaza estão sofrendo de malnutrição.

A Unrwa pediu um aumento de 30% no orçamento da agência para 2008 para compra de alimentos.

Leia o boletim de Daniela Kresch, da Rádio ONU em Tel Aviv.

“Segundo o diretor de Saúde da Unrwa, Guido Sabatinelli, males transmissíveis como tuberculose estão sob controle e há um aumento na expectativa de vida, o que causou uma mudança no perfil das doenças sofridas pelos refugiados.

De acordo com o relatório, os palestinos também têm sofrido de subnutrição por causa do consumo de alimentos de má qualidade.

Por causa de menor consumo de ferro e de vitamina A, os níveis de anemia aumentaram em comunidades pobres como as da Faixa de Gaza.

Consultas

O relatório também informa que as famílias de refugiados gastam quase dois terços do rendimento mensal em alimentação.

Isso tende a piorar diante do aumento mundial nos preços dos alimentos”.

Segundo a Unrwa, em 2007, foram realizadas mais de 9 milhões de consultas médicas a mais de 4 milhões de refugiados na Jordânia, na Síria, no Líbano e nos territórios palestinos.