OMS envia mais ajuda para a China

22 maio 2008

Entre as prioridades está o tratamento de feridos, controlo de doenças e distribuição de água potável e alimentos.

Cadija Tissiani, da Rádio ONU em Nova York*.

Equipas de emergência da Organização Mundial de Saúde, OMS, iniciaram as operações de resgate e assistência às vítimas do terramoto na China.

Nesta quinta-feira, a OMS anunciou o envio de equipamentos médicos que deverão atender cerca de 130 mil pessoas, em 26 municípios afectados pelo tremor.

Saneamento

A organização também fornecerá o equipamento necessário para garantir condições de saneamento básico e conter a proliferação de doenças contagiosas.

As equipas da OMS também estão a prestar apoio psicológico às vítimas.

Um grupo de especialistas da agência está a colaborar com o governo chinês na reconstrução de toda a infra-estrutura de saúde afectada pelo desastre.

Números Oficiais

De acordo com o último relatório da OMS sobre a situação na província de Sichuan, o tremor matou mais de 40 mil pessoas. Cerca de 32 mil continuam desaparecidas.

As Nações Unidas já enviaram US$ 8 milhões para as vítimas.

Apresentação*: João Duarte da Rádio ONU em Nova York

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud