Aquecimento global afecta indústria do turismo

Aquecimento global afecta indústria do turismo

Conferência internacional na Grã-Bretanha diz que Caraíbas, Nova Zelândia, Oceano Índico e Mediterrâneo serão as áreas mais afectadas.~~

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

Especialistas em meio ambiente e turismo encerram esta quinta-feira em Oxford, na Grã-Bretanha, um debate sobre os efeitos do aquecimento global sobre a indústria de viagens e lazer.

O evento é apoiado por várias agências da ONU incluindo a Organização Meteorológica Mundial, OMM, e o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma.

Vítima

Leia o boletim de Marcelo Torres, da Rádio ONU em Londres.

“Um estudo diz que os países que serão mais afectados na indústria do turismo por causa do aquecimento global ainda não se deram conta do problema.

O Brasil e outras nações de língua portuguesa não aparecem na lista dos locais que merecem mais atenção.

A preocupação é maior com as Caraíbas, Austrália, Nova Zelândia, ilhas dos oceanos Pacífico e Índico e com os países banhados pelo Mediterrâneo.

Carros e Aviões

O climatologista Murray Simpson, um dos autores do estudo, lembra que o turismo é, ao mesmo tempo, causa e vítima do aquecimento global.

Causa porque mobiliza carros e aviões, além de consumir muita água nas suas actividades.

E vítima porque a subida da temperatura pode aumentar a seca em regiões que já sofrem com o problema, além de diminuir os locais com a presença de neve, impedindo a prática de desportos como o esqui”.

A sugestão dos organizadores é que o sector do turismo tente implementar acções de mitigação das emissões de carbono, como, por exemplo, o uso de combustíveis alternativos em carros e aviões.

Apresentação*: João Duarte da Rádio ONU em Nova York.