OIT propõe consenso para evitar recessão

OIT propõe consenso para evitar recessão

Diretor-geral da agência, Juan Somavía (foto), diz em reunião com FMI e Banco Mundial que crise financeira ameaça postos de trabalho.

Cadija Tissiani, da Rádio ONU em Nova York*.

O diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho, OIT, Juan Somavía, afirmou que o mundo tem de adotar um novo consenso para evitar a possibilidade de recessão da economia global.

Numa reunião com o Fundo Monetário Internacional, FMI, e o Banco Mundial, em Washington, Somavía disse que a crise financeira é uma ameaça aos postos de trabalhos.

Risco

De acordo com o último relatório do FMI, a economia global crescerá 3,7%, em 2008 e 2009.

Mas segundo o fundo, esta previsão pode ser revista para baixo chegando a 3%.

Para Somavía, os desequilíbrios nos mercados financeiros estão relacionados com as desigualdades sociais, agravadas, segundo ele, pela globalização.

Pouco antes da reunião, o Banco Mundial e o FMI publicaram relatórios sobre os efeitos da crise nos mercados imobiliário e de crédito dos Estados Unidos, que podem se alastrar para todo o mundo.

*Apresentação: Monica Villela Grayley da Rádio ONU em Nova York