Unctad debate globalização em África

Unctad debate globalização em África

Evento tratará de questões como energia e segurança alimentar e deve durar uma semana.

Cadija Tissiani, da Rádio ONU em Nova York*.

A 12ª Sessão da Conferência das Nações Unidas sobre o Comércio e Desenvolvimento, Unctad, debate a partir desta segunda-feira as oportunidades e desafios da globalização nos países em desenvolvimento.

O evento, sediado em Accra, capital do Gana, começou neste domingo e reúne chefes de estado e representantes da ONU e de ONGs.

Alternativas

As discussões vão concentrar-se em alternativas para a distribuição desigual de recursos no mundo.

Angola enviou uma delegação a Accra.

Antes do encontro o representante permanente da República de Angola nas Nações Unidas, Ismael Martins, falou à Rádio ONU, de Nova York, e referiu os desafios que o seu país enfrenta.

“O que nós vamos levar para a Unctad é justamente a necessidade de uma maior articulação a nível internacional, portanto, uma inserção de Angola a nível internacional como um país que tem possibilidades de produzir para exportar. Isto só poderá ser resolvido se por parte dos principais países industrializados, importadores sobretudo, abandonarem um pouco a política de subsídios”, disse.

Segundo o director do organismo da ONU, Supachai Panitchpakdi, entre as prioridades estarão os temas emergentes como a alta dos preços dos alimentos e da energia.

Em comunicado, Panitchpakdi destacou que medidas urgentes devem ser tomadas para evitar uma crise mundial.

Revolução Verde

Entre várias sugestões, o director da Uctad propôs que África siga o exemplo asiático promovendo uma “Revolução Verde”, com alimentos geneticamente modificados.

Crescimento

Segundo um levantamento da Unctad, a participação directa de capital estrangeiro na economia do continente subiu de US$ 2,4 bilhões, em 1985, para cerca de US$ 36 bilhões em 2007.

O relatório “Directório Mundial de Investimento: África 2008” foi lançado no domingo, durante a abertura do Fórum Global de Investimentos, da 12ª Sessão da Unctad.

A publicação analisa as economias de 53 países em África.

*Apresentação: João Duarte da Rádio ONU em Nova York