Nações Unidas preocupadas com tensão na fronteira da Colômbia

Nações Unidas preocupadas com tensão na fronteira da Colômbia

Ban Ki-moon pediu moderação e diálogo à Colômbia, Equador e Venezuela; tropas avançaram após morte de líder rebelde das Farc.

Helder Gomes, Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que está preocupado com o aumento da tensão e o que ele chamou de intensificação da retórica registadas durante o fim de semana entre a Colômbia e os países vizinhos, Equador e Venezuela.

Numa nota, divulgada em Nova York, Ban pediu moderação aos três países.

Operação

Equador e Venezuela despacharam tropas para a fronteira com a Colômbia após a morte de um líder das Forças Revolucionárias da Colômbia, Farc.

Segundo agências de notícias, soldados colombianos cruzaram a fronteira com o Equador no sábado como parte de uma batida que terminou na morte do líder rebelde da Farc, Raul Reyes.

O governo da Colômbia disse que lamentava o cruzamento da fronteira, mas justificou o acto dizendo que a operação ocorreu em nome do que chamou luta contra o terrorismo.

Diálogo

Em contrapartida, Equador e Venezuela teriam expulsado diplomatas colombianos de suas capitais.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu aos três países que lancem mão do diálogo para resolver a situação como sempre o fizeram em suas relações diplomáticas.