ONU debate mais poder a mulheres

ONU debate mais poder a mulheres

A 52ª. Sessão da Comissão das Nações Unidas sobre o Estatuto da Mulher quer financiamento para promoção de igualdade de gênero.

Eduardo Costa, da Rádio ONU em Nova York.

Representantes de governos e organizações não-governamentais estão participando na sede da ONU, em Nova York, de um debate sobre igualdade do gênero e empoderamento de mulheres.

A 52ª sessão da Comissão das Nações Unidas sobre o Estatuto da Mulher antecede as comemorações do Dia Internacional da Mulher neste 8 de Março.

Entre os temas em discussão se destacam o financiamento para educação de meninas e adolescentes e o papel dos governos no processo de empoderamento.

Uma das participantes, a diretora nacional para os Direitos da Mulher do Ministério da Família e Promoção da Mulher de Angola, Maria Mpava Medina, falou à Rádio ONU, sobre as dificuldades que as mulheres enfrentam para conseguir empréstimos financeiros.

"Elas sempre têm dificuldade quando chega o momento de ter um financiamento, ou um capital mesmo, para facilitar seu negócio. Normalmente para pedir um crédito no banco as mulheres têm sempre dificuldades porque os bancos pedem garantias e muitas vezes as mulheres não têm esta garantia para poderem apresentar nos bancos. Então isso faz com que elas sejam limitadas, mas com o esforço de todos nós acreditamos que as coisas vão mudar daqui a alguns anos", disse.

Mpava disse que o governo angolano vem trabalhando com a Federação de Mulheres Empresárias do país para promover ações de formação sobre gestão de pequenos negócios.

Criado em 1946, a Comissão das Nações Unidas sobre o Estatuto da Mulher tem como tarefa preparar recomendações e relatórios à Comissão Económica e Social para melhorar a situação das mulheres.