Louise Arbour não se recandidatará ao cargo (Português para o Brasil)

Louise Arbour não se recandidatará ao cargo (Português para o Brasil)

Arbour (foto) fez anúncio nesta sexta-feira, em Genebra, na Suíça, durante apresentação do relatório anual do Conselho.

Eduardo Costa, da Rádio ONU em Nova York.

A alta-comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Louise Arbour, anunciou que não se candidatará a um segundo mandato na função que ocupa desde 2004 e que deixará o cargo em junho.

Arbour fez o anúncio nesta sexta-feira, em Genebra, na Suíça, durante a apresentação do relatório anual do Conselho de Direitos Humanos.

Falando a jornalistas, o porta-voz do conselho, Rupert Coville, explicou as razões da saída.

Coville disse que Arbour deixa as funções por motivos pessoais. Ele explicou que uma das razões alegadas pela alta-comissária é o stress e o fato de passar muito tempo longe da família.

Ele lembrou que antes de ocupar o cargo de alta-comissária, Arbour foi promotora dos Tribunais Especiais das Nações Unidas para a ex-Iugoslávia.

Coville também respondeu a perguntas sobre a possibilidade da decisão de Louise Arbour ter sido resultado de pressões e críticas de países-membros.

O porta-voz disse que Arbour recebeu críticas e ataques de todos os lados.

Segundo ele, as críticas são parte do trabalho que não é fácil de realizar porque as leis internacionais se situam entre os governos e seus cidadãos.