Guéhenno quer mais apoio para missões de paz

Guéhenno quer mais apoio para missões de paz

Subsecretário-geral disse que um fracasso sério em uma das missões colocaria em risco todo o trabalho das forças de paz.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O subsecretário-geral do Departamento de Manutenção das Operações de Paz, Jean-Marie Guéhenno, afirmou que a falta de um apoio mais robusto da comunidade internacional para missões de paz está dificultando ganhos em áreas de conflito importantes.

Guéhenno discursou durante uma reunião da Comissão Especial para as Operações de Paz, em Nova York.

Recursos

Segundo o subsecretário-geral, a atenção do mundo tem sido menos intensa em alguns países onde a assistência internacional é mais necessária.

Ele lembrou que a falta de tropas e de recursos logísticos têm dificultado o avanço da Força de Paz Mista das Nações Unidas e da União Africana para Darfur, no Sudão, Unamid.

A missão, lançada em dezembro, precisa de 26 mil homens, mas até agora só conseguiu 9 mil soldados.

As Nações Unidas têm 20 operações de paz no mundo que mobilizam cerca de 130 mil soldados, policiais e trabalhadores civis.